Palhaços do Porto

Vindos da Lua
Somos dois palhaços
Viajando através do laço
De um astro até a praça

Vindos da rua
Surfando no disco cósmico
Gozando na baba cósmica
Fiapos de Deus e guerra

Vindos da lama
Onde o místico vem do lixo
Onde lírico não tem brilho
E o circo não tem fama

Somos dois palhaços
Costurando os mil pedaços
Do imenso caos poético
Desmistificando tudo que é métrico

A verdade é base da nossa idade
É a base de nossa mentira
É a vida que nunca finda
Dos palhaços a bela atividade

A maquiagem que nos mostra o real
A máscara que esconde a loucura
A promessa que nunca dura
Mais que o sorriso q cura o mal

Somos apenas dois palhaços
Que se apresentam nessa praça
Que hilários vivem sem graça
Recolhendo nossos próprios pedaços.

pas2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s