Ai, ay…

Há ano
Ayanne
Que o teu olhar
Me finda

Há ano
Ayanne
Que tua fuga
Me finta

Pois tuas sardas
São minha constelação
Maior

Pois teu sorriso
Eu já decorei
De cór

De coeur
Di core

Eita, mina vermelha
Que só com o olhar
Me sangra…

Anúncios