Sobre o ódio dos opostos, corrupção e alienação

Minha paixão sempre foi pela verdade, pela coerência, independente de quem ela venha a agradar ou desagradar. Por isso, sou sempre odiado pelos dois lados. Os “caretas” não gostam de mim, tal como os “alternativos”.

Os racistas querem me quebrar no pau por defender os direitos dos negros, apelar para a consciência das pessoas que, como verdadeiros filhos da puta, diferenciam os outros pela cor. Enquanto isso, pessoas do movimento negro são putas comigo por ser contra cotas raciais num país onde a pobreza é a única coisa realmente inclusiva, pois não ignora cor de pele, e por dizer que negro chorão é um retrocesso (e serei racista agora): um embranquecimento de uma cor marcada pela luta.

Os misóginos não suportam meus argumentos de que a mulher foi, sim, oprimida e merece uma equiparação sociopolítica, cuidados diferenciados por ser de um gênero diferente, que tem necessidades e sofre com riscos diferentes. Enquanto isso, femininistas não me curtem (pra usar um termo suave) por criticar seus recorrentes coitadismos e mostrar que as mulheres também receberam regalias durante a história, que o homem também se fode, e que a mulher não é tão diferente do homem quando tem o poder nas mãos.

Enfim, reaças me chamam de comuna, comunas me chamam de reaça, e assim vou vivendo, no exato fio da navalha. Atualmente estou no meio do fogo cruzado entre os governistas e os golpistas. Sim, golpistas, pois não está se fazendo oposição no Brasil, mas se preparando um golpe.

Não, o Partido dos Trabalhadores não é íntegro, bonzinho, salvador da pátria. Eu não achava isso nem quando dei ao Lula meu primeiro voto. É, porém, o que de menos ruim aconteceu para a política brasileira e fez o governo menos ruim da história. Corrupto, porém, pois se não fosse, não faria nada, pois no Brasil a corrupção é uma espécie de pedágio para as ações, além de ser uma instituição metafísica quase que inerente à alma do brasileiro. E estou para ver quem me prove o contrário.

Eu realmente gostaria de ver um governo, não importa qual, ser derrubado por ser corrupto. O problema é quem está no comando dessa caça às bruxas e seria o maior beneficiado é o PSDB, praticamente dono (e/ou servo) do capital, dos modos de produção, dos meios de comunicação, ou seja, de tudo por onde se fez, se faz e se encobre o grosso da corrupção no Brasil.

Sim, amigos, além de ser um processo iniciado no governo FHC (logo, não foi o PT que inventou) e tendo um belas fatias divididas entre vários partidos governistas e oposicionistas, a corrupção na Petrobras é troco de pinga se comparado ao que o PSDB (e os demais pretensos paladinos da ética) já fez na história do Brasil.

Isso não retira a culpa do PT, que está sim de mãos sujas, que deve ser investigado e as pessoas envolvidas, todas presas. Seja quem for. Seja o faxineiro filiado ou a Dilma Rousseff, em quem, caso a eleição fosse hoje, eu votaria novamente.

Não sou um filho da puta ou ignorante político pra querer essa direita podre no poder de novo. Mas também não sou cego. Sou apenas xingado pelos dois lados nesse momento. Por todos os lados, em vários momentos. E com muito orgulho.

Fodam-se, fodam-se todos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s