Carta Aberta a Aécio Neves

Caro Aécio,

Há tempos gostaria de lhe falar, mas metafísico estômago resistente e suficiente inspiração kantiana raramente coexistem neste meu ser perene, mas irrisório. Só que hoje acordei com uma imoral ressaca e lembrei de ti.

Gostaria de ter alegres conversas em mesa de bar sobre tudo aquilo que não tratarei nesta carta, pois contigo, num clima descontraído, quero debater meras futilidades masculinas – putaria mesmo – e nisso creio que poucas pessoas sejam tão divertidas para se manter um diálogo informal, politicamente incorreto e regado pelo que há de melhor em, digamos assim, estimulantes, quanto você.

Mas aqui, nessas mal-traçadas linhas, quero mesmo é conversar sobre o Brasil. Quero te pedir, categoricamente, para que, em respeito ao povo brasileiro, retire sua candidatura ao posto mais importante desta já tão maltratada nação.

Para mim, numa relação pessoal, não faz diferença o que um homem faz para viver ou sobreviver. A questão é que o cargo que ocupas e, principalmente, o que queres ocupar não condizem com essa máxima corleoneana, logo, és incompatível aos mesmos. E estou longe de ser moralista ao dizer isso. Não tenho vocação para ser um farol no litoral.

Eu poderia apenas falar do atraso ao qual seu partido, o PSDB, submeteu o Brasil durante oito anos. O problema é que, além de te dar o direito de utilizar o sofisma de que o importante é votar no candidato e não no partido, seria uma injustiça com o próprio, ou mesmo uma justiça incompleta se fôssemos levar em consideração a temporalidade dos atos danosos pelos tucanos praticados.

Óbvio que comparar os números da época em que sua sigla governava o Brasil com os que temos hoje seria quase uma covardia, tipo bater em mulher. Me recuso. Prefiro falar sobre a História. Não preciso explicar a ti que a raiz tucana está ligada diretamente às nefastas UDN e ARENA, esta última partido do seu falecido pai. Ou seja, tucanos e pré-tucanos causam danos ao país, oficialmente, desde 1945. Se formos mais fundo na história, seu partido representa as grandes oligarquias, os defensores da plutocracia, e esses exploram o povo brasileiro desde 1500.

Como eu dizia, poderia apenas me apegar aos podres do seu partido, mas você não me ajuda. Falar do aeroporto ao custo de R$ 14 milhões na fazenda do titio já é recorrente, mas é importante citar os outros 4, todos em cidades com menos de 25 mil habitantes e nas redondezas de sua própria fazenda, que sequer é declarada, tal como sua frota de luxo que está atrelada à pessoa jurídica de sua rádio. Ainda dedicando-se à famiglia, você tentou pagar R$ 20 milhões (por sorte, impedido pelo Ministério Público) por um terreno de seu tio-avô avaliado em R$ 1 milhão, e isso se trata de uma interpretação equivocada da ética de Dom Vito. Morgue disso, meu pirraia…

Ainda falando de sua famiglia, Rogério Lanza Tolentino, seu primo, era braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro. Outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. Talvez por isso você viva no Rio de Janeiro desde que se entende por gente enquanto disputa as eleições por Minas Gerais, pra se afastar das más companhias da familiares. E nem vou me adentrar muito ao Mensalão Tucano, do qual seu assessor, Eduardo Guedes, e seu antecessor no governo de MG, além de companheiro de palanque, Eduardo Azeredo, são réus. Você diz acreditar na meritocracia, e eu acredito. Sua irmã talvez não.

Mas aí você pode dizer que é um corrupto e sem moral (creio em Deus que tens a hombridade de assumir, pelo menos para si), assim como seus aliados e familiares, mas que os outros também são. Pode dizer que você, ao contrário dos que atualmente governam o país, é um grande gestor. Em sua campanha, pelo menos, você o diz com frequência.

Eis que vejo como você conseguiu elevar a dívida do seu estado em quase 112% em oito anos, não investir o que a Constituição ordena em educação e saúde, de onde você é acusado de desviar R$ 4,3 bilhões, e deixar os índices de violência crescerem 52,3%, contribuindo pessoalmente para esse aumento com três agressões contra mulheres. Poderia ter aumentado os números da violência no trânsito quando dirigiu embriagado e teve seu CNH apreendido. Por sorte, nada de mais grave aconteceu.

No Senado, você conseguiu apresentar menos propostas do que o Tiririca na Câmara, velho. Conseguiu gastar 589 mil reais em passagens de avião para o Rio em pouco mais de 3 anos. E olhe que seu mandato é por MG. Aí já é malícia!

E o que me dizes sobre o episódio do Helicoca? Nada contra, man, desde que seja repartido entre os mais necessitados. Teu sobrenome será um prelúdio de que no Brasil, com você na presidência, vai nevar na colina? Adoro!

Outra coisa que me intriga é a imensa lista de profissionais de imprensa que, após tecerem qualquer tipo de crítica ao seu modo de agir pessoal ou politico, são misteriosamente demitidos de seus cargos. As acusações de censura ultrapassaram as fronteiras de Minas Gerais e chegaram até o Google, Yahoo! e Bing, após um processo movido por você para retirada de links relacionados ao uso e/ou envolvimento com o tráfico de drogas e ao desvio de verbas da saúde. Recentemente pôs blogueiros e intelectuais sob investigação, pediu até ao Twitter para que tomasse “providências”. Aí é baixo-astral, man!

O pior é ver os argumentos de quem pretende votar em você – e é sobretudo por isso, vergonha alheia deles, que peço para que você retire sua candidatura – ogros e trolls, em boa parte pobres que se utilizam de programas sociais do Governo ou mesmo vagas em universidades e escolas técnicas que apenas com o advento das políticas públicas do PT passaram a ser oferecidas à população, mas que querem ser vistos e aceitos como parte de uma elite que seu partido historicamente insiste em defender, mas da qual nunca, absolutamente nunca, essa gente burra e coitada fará parte. O surgimento de coxinhas e reaças pobres: tá aí uma coisa que eu não queria ter sobrevivido para ver.

Sinceramente, como já disse, adoraria tê-lo como companheiro de farra, fazer de ti um cafetão-litúrgico-astral para renovar o elenco de chacretes-espaciais existentes em minha vida. Já como presidente, man, tens que sacar tenho uma filha e num ato de egoísmo protecionista pós-corleoneano, e você entende disso, preciso me preocupar com o futuro dela, o que me força a me preocupar com o futuro do meu país.

Por isso, voto na disléxica da Dilma mesmo. Mas é contigo que eu quero tirar onda, pegar as gostosas e ser feliz, pouco me fudendo pro resto do mundo. Nunca se esqueça disso. ❤

Se for dirigir, não beba! Mas se for beber…

João Paulo Guma

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s