A Arte da Guerra e o Futebol – Parte I

ESTIMATIVA

Sun Tzu disse:

A guerra é um dos assuntos mais importantes do Estado. É o campo onde a vida e a morte são determinadas. É o caminho da sobrevivência ou da desgraça de um Estado. Assim, o Estado deve examinar com muita atenção este assunto antes de buscar a guerra.

Considerando “ O Estado” como se fosse o clube em nossa temática, algumas coisas da palavra de Sun Tzu são capitais. Partindo do princípio que o carro-chefe da maioria dos clubes do mundo é o futebol, podemos considerar que:

“O Futebol é um dos assuntos mais importantes do clube. É onde a vida e a morte do clube são determinados. É o caminho da sobrevivência ou da desgraça da instituição. Assim, o clube deve examinar com muita atenção seu planejamento antes de fazer qualquer tipo de investimento”

Essa é o princípio básico de qualquer equipe que queira desenvolver um trabalho vencedor, o planejamento. Na Europa por questões culturais, financeiras e regulamentais, esse planejamento é feito de forma satisfatória… Já no Brasil (como em outros países da América do Sul e Central) esse planejamento é feito quase sempre de forma irreal, não levando em consideração o balanço financeiro, o que gera atrasos de salário e a conseqüente desmotivação de seu plantel.

Um planejamento abaixo das capacidades leva sempre a gastos adicionais e ao desequilíbrio financeiro e moral, enquanto um acima leva a falta de recursos. O Planejamento não garante a vitória, porém, impede a derrota antecipada.

Resultado de um planejamento

Para prever-se o resultado de uma partida, devemos analisar e comparar as nossas próprias condições e as de nosso adversário, baseados em cinco fatores.

Os cinco fatores são os seguintes: caminho, clima, terreno, comando e doutrina.

O caminho é o que faz com que as idéias da torcida estejam de acordo com a da diretoria. Assim, as pessoas irão compartilhar do medo e da aflição das possíveis derrotas, porém, estarão ao lado da equipe e da diretoria, qualquer que seja o caminho escolhido.

O clima significa o bom ambiente de trabalho, a amizade dentre os vários integrantes da comissão técnica e jogadores.

O terreno indica as condições do campo de jogo: se condiz com a forma de jogar da equipe e atrapalha a maioria dos adversários

O comando refere-se às virtudes do treinador: inteligência, probidade, benevolência, coragem e severidade.

A doutrina diz respeito à organização eficiente, à existência de uma cadeia de comando rígida e a uma estrutura de apoio logístico.

Quem conduz os atletas para as partidas deve estar familiarizado com estes cinco fatores. Quem os compreende e os utiliza ao seu favor, pode alcançar a vitória. Quem não os compreende será derrotado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s